Obra

[2020] Žižek Vai ao Ginásio   Macondo Editora (Edição Brasileira)

W1siZiIsImVkaWNvZXNtYWNvbmRvL3Byb2R1Y3RzL2VjYjQ4YTBiOTVlMzhlZGQxZmE1NTdhNGY3MWJlNmVjYTBmOGU3N2MvaW1hZ2VzL2YwYWYyNTdmLTliNDItNDY5MC1hZmJhLWU5MDlhMTY2OTZjMCJdXQ

“Žižek Vai ao Ginásio é um livro de poemas, e uma experiência, e também um maquinário. Percorrendo certa tradição do lirismo, mas valendo-se também do poema como matéria física, em que conta a sua disposição desenhada na página como possível chave de leitura, Tiago Alves Costa constrói uma obra que consegue se aproximar do nosso zeitgeist. Menção honrosa no Prémio Internacional de Poesia Glória de Sant’Anna 2020, Žižek Vai ao Ginásio, nos desdobramentos de suas seções, é um livro contundente e irônico, que aborda temas como o desemprego, a falta de dinheiro, a vida e suas dificuldades – isso se confundindo e se esbarrando na poesia, no trabalho do poeta, nas críticas ao sistema literário como um todo. Em seu texto de posfácio ao livro, a poeta Anelise Freitas diz: “É isso, chamam-me. Gritam-me porque fazemos juntos uma antiode para o sistema. Na merda, ganha quem souber adubar. Sentir-me bem comigo mesma enquanto desmorona o mundo faz de mim uma egoísta? Ou hedonista? Ou realista? A verdade é que estamos na bad o tempo todo e qualquer fração de afeto nos interessa muito, mas queremos delivery e queremos express. É importante ter uma língua de sofrimento.”

*

[2019] Žižek Vai ao Ginásio  Através Editora (Associação Galega da Língua)

Zizek_capa

[ A cabeça avança e a linha da escrita também. Uma energia subtilmente projectada que espanta e estremece. Textos cujas distintas vozes nos conduzem numa experiência pura como se não quisessem perder o pé de uma vertigem anunciada. A linha da escrita num instante que não permite a previsão certeira do próximo passo a dar: a imprevisibilidade, e nela o mundo que se uniformiza. Neste livro, isso mesmo: a intensidade, o ritmo e o movimento como sólidos pilares de uma lucidez poética ]

Gonçalo M. Tavares

*

[2016] Mecanismo de Emergência Através Editora (Associação Galega da Língua)

20150613_capa ppal_web

[…Se absurdo é explicar ao leitor o que vai encontrar nestas páginas, algum sentido tem, porém, transmitir o que eu percebi nelas: a surpresa e o paradoxo, o desassossego e o medo, a luz da velhice e a da infância, um poder anónimo, mas omnipresente, que se desenvolve sobre nós, a dor e a incomunicação, a mistura entre os aparelhos e os sentimentos -um Álvaro de Campos do século XXI-, a necessidade de imigrar para dentro… E tudo isso, para além do anterior, ao abrigo da elegância e da beleza, visíveis, da língua]

Trecho do prefácio de Carlos Taibo.

*

[2012] w.c constrangido Grupo Criador Editora

W.C

[O que fai o noso Tiago é inventar novos poemas do eterno humano, historias animadas que sendo súas, viven, non obstante, por si mesmas. Non é posible pensar fóra do tempo, porque a vida, fóra del, non é absolutamente nada. O poeta revélanos o verdadeiro significado das palabras, a súa esencia, é un auténtico “rescate ético” o que se nos ofrece, en oposición ao rescate financeiro que non trae máis ca ruína intelectual e afundimento moral. Vemos nos poemas o esqueleto do poder, a súa aparente fortaleza, que non é máis ca produto da nosa desidia e parálise. Estamos tan afeitos a deixarnos enganar polo PODER e polos pequenos poderes que nos adormecen, que cómpre ter moita coraxe e lucidez para facer algo tan sinxelo, aparentemente, como recuperar o valor e o sentido que as palabras teñen de seu (…)]

Trecho do prefácio de Manuel Eiroa.

*

Pela web:

Entrevista [ plataforma Como Eu Escrevo (Brasil)]

Entrevista [ revista digital  Vila Nova, por Pedro Afonso ]

Entrevista  [ Sermos Galiza em parceria com a revista de arte Palavra Comum]

Entrevista [ Ideias.gal ]

Jornal Açores [entrevista relacionada com o Azores Fringe 2016]

AGAL [sobre o Mecanismo de Emergência]

Dois poemas traduzidos para castelhano por [ Estíbaliz Espinosa ]

Videopoema do cineasta e visual artist Roi Fernandez.

Entrevista [ Portal Galego da Língua ]

Diálogo com Mecanismo de Emergência [com o poeta Ramiro Torres, Livraria Suévia]

Na Culturgal com Teresa Moure

Promo de apresentação para o Gato Vadio, por Roi Fernandez

Ranking de livros na Galiza (Outubro e Dezembro 2016) AELG

Artigo para a revista Luzes com [Un tempo sen idade]

Na Culturgal com Carlos Pazos-Justo / Carlos Quiroga / Carlos Taibo

O Mecanismo de Emergência na final do Prémio Internacional Glória de Sant´anna

3 poemas na revista digital [ Literatura Fechadura (Brasil) ]

10 poemas selecionados para a [ Antologia de Poesia IberoAmericana Actual ]