Do poeta, Ramiro Torres

O poeta, Ramiro Torres, surpreendeu-me com esta belíssima homenagem ao meu livro: Mecanismo de Emergência. Não tenho palavras para agradecer este seu nobre gesto. Resta-me deixar aqui o seu fulgurante poema como legado do nosso tempo.

poema

MECANISMO DE EMERGÊNCIA

O poema cataloga 
o espessor do real 
entre os seus dentes, 
experimenta os sons 
de bosques olvidados 
no fundo dos corpos, 
desnuda-se na falésia 
com um fulgor acesso 
na vertigem do saber, 
excede todo limite na 
leveza dos seres em 
constante mutação: 
eis o sabor do metal 
roubado à noite com 
os dedos queimados, 
o frémito de uma ave 
sobre o lago invidente 
onde acorda o vazio, 
enquanto emerge à 
superfície o assombro 
a nascer como rumor 
sob os olhos ígneos.

ClYS58rUsAAVpUd
Ramiro Torres
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s