O crítico de sonhos

O que faço na vida? Durmo. E olhe: durmo muito, e não imagina o quanto. Não me olhe assim. Durmo muito e sonho: à noite, de dia, fins de semanas largos, intervalos monótonos de um domingo sentado… Sim, durmo tanto que, olhe – moveu o braço num gesto largo – tornei-me num especialista, um especialista…

Olinda Beja sobre o “Mecanismo de Emergência”

Mecanismo de Emergência é uma preciosidade num corpo poético que nos deslumbra em afinidades campesinas, revolucionárias, pensadoras, fecundadas pela palavra sempre prenhe de aventura. Não só na forma dialética como o autor vai desempoeirando a sensação do vazio, da rotura, da falta, da impossibilidade: “Inseri a mão no meu bolso direito das calças e retirei…